quinta-feira, 30 de junho de 2011

Azeite é benéfico ao coração


Estudo inédito feito no País comprova benefício do azeite para o coração

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

Pesquisa revela que o azeite ajuda na prevenção de doenças cardíacas, reduzindo o LDL (colesterol ruim) e aumentando o HDL (colesterol bom)...
O estudo inédito feito no Brasil por Luciane Faine (UNESP-Botucatu) e apresentado no evento "O Impacto do Azeite na Prevenção de Doenças” no Hospital do Coração de São Paulo, ressaltou a importância do azeite extra virgem na prevenção de doenças cardíacas. A pesquisa feita com 24 ratos, divididos em quatro grupos, foi apresentada pelo nutrólogo e cardiologista do Hospital do Coração Doutor Daniel Magnoni.
Cada grupo de seis ratos foi alimentado com quatro tipos de substâncias/alimentos. O primeiro foi tratado com NaCl 0,9% (soro), o grupo dois foi alimentado com azeite extra virgem (7,5 ml/kg/dia), já o terceiro foi tratado com ácido oléico (3,45ml/kg/dia) e o último grupo recebeu polifenol, 3.4 dihidroxifeniletanol - antioxidantes - (7,5,l/kg/dia).
Todos foram alimentados duas vezes por semana, durante 30 dias, e pesados semanalmente. O resultado indicou que os animais do grupo alimentado com azeite extra virgem apresentaram uma elevação do "bom colesterol” (HDL) e redução do colesterol ruim (LDL). O azeite extra virgem gerou um efeito antioxidante no músculo cardíaco, prevenindo a aterosclerose (formação de placas nas artérias) e agindo como "escudo” contra doenças cardíacas.
O azeite na prevenção de doenças:
Prevenção do Câncer - O nutrólogo e gastroenterologista do Hospital do Coração e Instituto de Metabolismo e Nutrição, Doutor Celso Cukier, explica que o consumo do azeite extra virgem pode auxiliar na prevenção do câncer. Isso porque o alto teor de ácido oléico - principal ácido graxo do azeite - contribui para neutralizar de forma significativa o gene da doença chamado Her-2/neu. O azeite é rico em gordura monoinsaturada, e seu consumo, por não interferir no ciclo do organismo, faz com que seus antioxidantes inibam os radicais livres e a presença e crescimento de tumores, lesões e substâncias inflamatórias.
Gorduras Monoinsaturada e Polinsaturada - O Professor Doutor Raul Dias dos Santos Filho, do Instituto do Coração - INCOR, comenta que as gorduras monoinsaturada e polinsaturada são benéficas para a saúde, pois não aumentam o nível de colesterol no sangue e ajudam a reduzir os depósitos nas paredes das artérias, estando relacionadas a menores riscos de enfermidades cardíacas. A gordura polinsaturada é encontrada em alguns óleos vegetais (soja, milho, girassol), margarinas cremosas e alguns óleos de peixe (ômega 3), já a monoinsaturada é encontrada nos óleos de oliva, canola e amendoim.
Gordura monoinsaturada na infância - A Doutora Fernanda Geradioli, da UNIFESP-EPM, ressalta a importância da gordura monoinsaturada na infância, segundo a médica a prevenção de doenças cardíacas pode começar ainda na infância com o consumo de gordura monoinsaturada, presente no azeite. A gordura é essencial para o organismo, pois é um veículo de vitaminas e fonte de energia. Para a criança na fase intra-uterina e nascente é muito importante a qualidade da gordura, principalmente para a formação e maturação do cérebro, retina e tecidos, além de fortalecer todo o desenvolvimento psico-motor no primeiro ano de vida. É neste período que o consumo de gordura monoinsaturada servirá para a membrana, controle do colesterol, e mais tarde, para produção de vários hormônios, entre eles o sexual.

Nenhum comentário: