quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Síndrome do Cólon Irritável


A síndrome do cólon irritável é um distúrbio que ocorre no intestino grosso, definido como um padrão de evacuação anormal, associado a sintomas de disfunção intestinal que geralmente persiste por mais de 3 meses.
Essa síndrome pode ser muito desconfortável e interferir na vida diária, mas não implica em risco de vida. Provoca cólicas intestinais, resultando em excesso ou deficiência de líquido no cólon. Os sintomas variam muito de uma pessoa para outra. Algumas apresentam diarréia, geralmente depois de acordar e/ou durante ou imediatamente após as refeições. Outras sofrem de cólon espástico, com surtos alternados de diarréia e prisão de ventre, dores abdominais, cólicas, distensão, gases e náusea, especialmente após as refeições. Há outros sintomas ainda como o aparecimento de muco nas fezes e sensações de evacuação incompleta após o funcionamento do intestino. Algumas pessoas também reclamam de fadiga, ansiedade, dor de cabeça e depressão.
Embora não haja consenso sobre as causas específicas, a doença pode ser agravada por intolerâncias ou alergias alimentares ou como decorrência de estresse ou conflito emocional.
Orientação Nutricional
- Como a síndrome varia muito de pessoa para pessoa, é essencial que haja a elaboração de uma dieta personalizada para tratar melhor os sintomas. Isso poderá ser feito com a ajuda de um nutricionista do médico que acompanha o paciente.
Abaixo estão algumas dicas alimentares para amenizar o problema:
- Para começar, identifique os alimentos que são prejudiciais e evite-os;
- Tente fazer várias refeições por dia em vez de 2 ou 3 grandes refeições (isso reduz as contrações do cólon e diarréia);
- Para manter um nível adequado de líquido no trato intestinal, beba pelo menos 8 copos de água ou outros líquidos por dia, mas evite as bebidas que irritam o cólon, como o álcool e a cafeína;
- É desaconselhável o consumo de frituras e outros alimentos gordurosos (a gordura é um nutriente difícil de ser digerido);
- Se tiver problemas de gases, evite consumir leguminosas como os feijões, ervilhas, grão de bico, etc, além de vegetais crucíferos como repolho, couve flor, brócolis, etc;
- Se tiver diarréia crônica, evite alimentos muito ricos em fibras, como os cereais integrais. No entanto, se o problema for prisão de ventre, recomenda-se o consumo de frutas variadas, vegetais frescos, cereais integrais e outros alimentos ricos em fibras;
- O sorbitol, substituto do açúcar, usado em muitos alimentos e produtos dentários, desencadeia os sintomas em algumas pessoas e a intolerância ao leite pode se manifestar com sintomas semelhantes;
- A hortelã é excelente para acalmar o trato digestivo. Alguns naturalistas recomendam o chá de hortelã ou a cápsula de óleo de hortelã entre as refeições;
- Exercícios físicos e técnicas de relaxamento são altamente recomendados. Se possível, fazer uma atividade física pelo menos 30 minutos todos os dias.
- Outra recomendação importante é evitar alimentos que produzam gases, como feijão, ervilha, lentilha, etc. pois esses alimentam podem acarretar um aumento de cólicas abdominais.

Nenhum comentário: