quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O atendimento em Medicina Tradicional Chinesa

Muita gente que busca uma sessão de acupuntura se surpreende ao descobrir que a acupuntura faz parte do antigo sistema médico chinês e por isso ela é apenas uma das várias ferramentas utilizadas na manutenção da saúde e combate a doenças e desequilíbrios pela Medicina Tradicional Chinesa.
Antes de tudo, é importante lembrar que a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é fruto da tradição taoísta, vigente há mais de 4000 anos na região da China. A princípio não existe uma data ou mesmo algum livro que tenha dado início ao Taoísmo, seus fundamentos foram elaborados ao longo de muitos e muitos anos a partir da observação da natureza. Essas observações, que eram ‘anotadas’ foram passadas de pai para filho formando uma tradição ancestral que compreendeu desde técnicas de estratégia como em A Arte da Guerra, de Sun Tzu até o estudo do Feng Shuei e da Astrologia Chinesa.
Dentre esses conhecimentos filosóficos nasceram as artes corporais como o Chi Kung e o Tai Ji Juan e a medicina tradicional chinesa. Em todas as artes taoístas se tem por base o pensamento de yin e yang e a busca pelo equilíbrio. E foi justamente essa busca pela harmonia em todos os setores da vida que fez com que os chineses estudassem condições para se obter saúde e longevidade. Ao analisar a natureza, os chineses perceberam o quanto era importante respeitar o tempo, as condições climáticas e o próprio corpo para se manter a saúde.
O Taoísmo tem por base o estudo do I Ching, que em sua tradução traz a idéia da mutação, da transformação das grandes forças, do yin e do yang, do tempo e do espaço que formam o todo que constitui o universo.
Assim, a MTC compreende as técnicas da massagem, denominada Tui Na, a acupuntura(tratamento, aplicação e estimulação de pontos específicos com agulhas ultrafinas), a fitoterapia(tratamento com ervas comumente chinesas), a dietoterapia (tratamento e orientação para alimentação). É possível também que o terapeuta se utilize de outros recursos como amoxabustão (bastão de Artemísia), a ventosa, a aurículoterapia (aplicação de sementes ou cristais em pontos específicos da orelha), todos estes são recursos de tratamento em MTC.
A primeira consulta pode levar até 2 horas. De início será feito um interrogatório sobre os sinais, os sintomas e as queixas atuais. Para tanto, serão avaliados o pulso, a língua, determinados pontos de acupuntura, a compleição, os hábitos de vida e a alimentação do cliente. O diagnóstico é montado a partir destas informações. Gosto de passar para o cliente quais os recursos da MTC podem ser utilizados para que ele seja tratado de forma completa. Podem ser indicados a fitoterapia, massagem tui na, reflexologia entre outros. Para cada caso, um tratamento.
Dessa forma, como o olhar da MTC é integrativo e holístico raramente o tratamento se limita a acupuntura, tão conhecida no ocidente. O prognóstico é estudado e respondido nas primeiras sessões. Tudo para que o cliente possa entender com clareza as razões de suas dores e queixas, sejam elas de ordem física ou emocional. Assim o cliente pode se programar para avaliar sua disposição ao tratamento. Caso seja necessário a intervenção de outros profissionais e tratamentos complementares, o cliente também é orientado.
Andrea Maciel Arantes é terapeuta especialista em Medicina Tradicional Chinesa e Cuidados Integrativos

Nenhum comentário: