domingo, 4 de novembro de 2012

Tente reduzir o sal sem abrir mão do sabor dos alimentos

Vocês devem estar cansados de ouvir essa orientação, geralmente de maneira vaga e sem maiores detalhes ou informações práticas para que possam saber por onde começar para realizar tamanha façanha. Falamos muito dos alimentos industrializados e processados e esperamos que os governos e a indústria tomem a frente nessa empreitada. Acontece que as medidas necessárias em Saúde Pública acontecerão muito mais lentamente do que gostaríamos. Precisamos começar a fazer nossa parte, pois ela poderá efetuar grandes mudanças em nossa ingestão de sal em um tempo hábil e com benefícios incontestáveis.
De acordo com um recente estudo publicado na revista Stroke, mais de 100.000 mortes por derrame cerebral poderiam ser evitadas entre os americanos todos os anos apenas com a redução do sal. Parece muito simples, mas reduzir o sal é infinitamente mais difícil do que reduzir o açúcar. Isso se deve ao fato de que o sal tem um efeito muito além do sabor salgado que ele confere aos alimentos, pois ele também é útil em equilibrar os vários outros sabores, principalmente o amargo e o próprio sabor doce.
Geralmente nós escolhemos nosso alimento pelo sabor. Para que possamos conseguir reduzir o sal, nós devemos utilizar de algumas estratégias básicas:
Em primeiro lugar, prefira alimentos frescos, pois 75% do sal que ingerimos vem de alimentos industrializados ou processados e o simples fato de prepararmos esse mesmos alimentos já reduziremos pela metade nossa ingestão de sal. Um exemplo fácil de se entender é que 100gramas de peito de frango temperado tem em média 700mg de sódio e isso pode cair para um terço quando preparamos e usamos o nosso tempero caseiro, incluindo o sal.
Uma segunda estratégia é utilizarmos temperos frescos e ervas finas, gengibre, cebola, alho e cítricos para adicionarmos sabor ao alimento e depender menos do sal.
Em terceiro lugar devemos observar muito bem o rótulo dos alimentos e compararmos o teor de sal (sódio) entre eles. Não há a necessidade de saber quanto de sódio deveria conter em cada alimento. O simples fato de optamos pelo alimento de menor teor já é o suficiente. Se possível, escolher alimentos sem sal, como é o caso de margarinas, deixando a opção adicioar o sal por nossa conta quando do preparo do alimento.
Finalmente, a redução do sal será logo notada por toda a família e será difícil uma redução drástica e rápida, pois isso mudará muito o sabor dos alimentos. Opte por reduzir gradativamente o teor de sal, pois assim nos adaptaremos mais facilmente.

Nenhum comentário: