quarta-feira, 12 de setembro de 2012

O Comando Quântico: o colapso das probabilidades

http://jalternativo.hospedagemdesites.ws/?p=1002

A Mecânica Quântica fala do mundo subatômico. Cria modelos para tentar explicar como as coisas funcionam por lá. E não é fácil, sabia? Quando se desce ao nível quântico, boa parte das leis que regem nosso mundo não funciona.
Por exemplo, se você souber em qual local, a que altura e quantos gramas tem uma maçã, é possível calcular com precisão a velocidade com que ela cai, sua trajetória e sua energia cinética. E se você deixar a maçã cair conforme o planejado, vai ver que todos os cálculos estavam corretos. No mundo subatômico não é tão simples assim.
Para começar a complicação, tem um tal Princípio da Incerteza de Heisenberg. Este cientista descobriu que se você souber onde a partícula está, não poderá descobrir sua velocidade e vice-versa. E a tal da Dualidade Partícula-Onda?
Você já deve ter ouvido falar. Foi um francês, Luis-Victor de Broglie, que percebeu esta propriedade -dependendo das condições, o elétron atua de uma forma ou de outra.
Se a Mecânica Quântica trata de um manancial de possibilidades, como o evento final acontece, descartando outros resultados? Ou seja, qual a probabilidade que colapsa? Quem governa esta escolha?
É o Observador. A Consciência por detrás do processo escolhe o resultado simplesmente pelo fato de observar. Tecnicamente, existe um teste quântico muito famoso chamado Experimento da Fenda Dupla. Nele, comparam-se perfis produzidos em um anteparo tanto por partículas quanto por ondas de água ao passar por uma e por duas fendas de um obstáculo. De posse destes desenhos, os perfis produzidos pelo elétron nas mesmas situações foram comparados.
Quando passavam por uma fenda, comportavam-se como partículas. Quando passavam por duas, como ondas! Para desvendar o mistério, os pesquisadores puseram um contador geiger (o observador) diretamente sobre as fendas e, ao emitir elétrons por duas fendas, observaram comportamento de partículas! E sabe qual foi a única coisa que mudou? A observação.
Confuso? Em quê isto nos afeta?
Se o Observador influi, de alguma forma, no resultado do evento, cria a realidade ao seu redor. Trocando em miúdos: você cria seu dia a partir do que escolhe, quer seja conscientemente ou não. O que você acredita, acontece e permanece. São suas crenças e ideias que geram seus resultados. Observe seu sistema de crenças e valores e compare-o ao seu cenário de hoje.
Você acredita no Bem? Então, terá sorrisos e cordialidade a sua volta, além da abertura de caminhos. Ou acredita no vazio (Mal é a ausência de Bem e ausência é muito semelhante ao vazio)? Tem medo da falta? Coloca energia na falta, preocupando-se com ela? Então ela ganha força: falta dinheiro, falta saúde, falta oportunidade, falta amizade, falta respeito…
Para se conhecer melhor, é possível fazer uso de vários tipos de terapias, inclusive as complementares. Um bom exemplo é o uso da Terapia com Florais Alquímicos, que se baseia em um método lógico de trabalho. Promove a limpeza energética e atua facilitando a identificação de desafios. Traz subsídios para que o corpo físico promova os comandos sutis do Espírito, na expectativa de uma melhora global do indivíduo.
Apesar de ainda não considerada uma técnica formal, a Fotografia Kirlian é um excelente método de avaliação de desempenho. Baseada em um fenômeno de luminescência, não registra a Aura como vista pelos clarividentes, mas sim um sinal analítico proporcional às correntes elétricas inerentes aos processos bioquímicos do corpo humano.
Através do formato do halo observado, pode-se inferir quais chacras ou sistemas estão em maior desequilíbrio energético e, via Metafísica da Saúde e uma boa anamnese, definir qual abordagem tomar em um tratamento terapêutico.
Aceite se conhecer de verdade – sem esta proposta, não há método terapêutico que funcione. Jogue fora padrões, preconceitos, mude de emprego, de vida, de país ou a cor do cabelo. Experimente novos sabores e outras possibilidades que um dia foram descartadas porque naquele tempo não dava para fazer diferente. Perdoe-se e seja seu melhor amigo. Enfim, mude o Observador de lugar!
Adriana De Donato – Terapeuta Floral e Alquimista pela Escola de Alquimia Joel Aleixo, pesquisadora independente em Fotografia Kirlian. Estudiosa das novas tendências da Mecânica Quântica e de seus impactos sobre o desenvolvimento humano, bem como da ressonância deste com a Natureza.
Contato: Portal Espargírica – Convergindo Ciência e Espiritualidade / Espargindo a