quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Legumes ajudam diabéticos a controlar glicose no sangue




Estudo mostra que, aliado a uma alimentação com baixa carga glicêmica, esses alimentos também reduzem a pressão arterial e diminuem o risco de doença coronariana
A dieta de baixa carga glicêmica - baseada em alimentos que aumentam rapidamente os níveis de açúcar no sangue, como carboidratos processados, batatas e pão branco - é frequentemente recomendada a pacientes que sofrem de diabetes tipo 2 como forma de ajudá-los a controlar a taxa de glicose no sangue. Um novo estudo da Universidade de Toronto, no Canadá, mostrou que aumentar o consumo de legumes pode promover um benefício ainda maior em relação ao controle do açúcar no sangue e também na redução do risco de doença coronariana.
Essas conclusões, publicadas nesta terça-feira na revista Archieves of Internal Medicine, basearam-se nos dados de 121 pacientes com diabetes tipo 2. Parte deles seguiu uma alimentação com baixa carga glicêmica e com um alto consumo de legumes — os participantes foram orientados a ingerir ao menos 190 gramas, ou uma xícara de chá, desses alimentos ao dia. O restante dos pacientes também seguiu uma dieta com baixa carga glicêmica, mas eles foram incentivados a aumentar a ingestão diária de fibras por meio de ingredientes integrais.
Durante três meses, a equipe de pesquisadores observou que, em comparação com o grupo dos alimentos ricos em fibra, os pacientes que ingeriram mais legumes apresentaram um melhor controle da glicose no sangue e uma maior redução da pressão arterial, embora todos os participantes tenham demonstrado uma melhora nesses quadros.
“Em conclusão, a dieta com baixa carga glicêmica aliada a um maior consumo de legumes é melhor para reduzir fatores de risco que podem levar a uma doença coronariana”, escreveram os autores no artigo. Para os pesquisadores, esses resultados podem incentivar autoridades de saúde a promover campanhas que mostrem os benefícios do consumo de legumes.

MAGNETOTERAPIA


*Por Dr. Luciano Stancka e Silva
 Cerca de 75% das pessoas são sensíveis a estas variações de energia, o que resulta no grande número de pessoas com algum tipo de afecção. A energia magnética surge como uma forma de termos de volta, o equilíbrio perdido de uma maneira rápida, eficiente e segura.
Bio Magnetismo
   O homem é formado por um sistema eletroquímico que produz alterações elétricas em suas células, produzindo, em consequência o eletromagnetismo. Nosso planeta é um gigantesco imã com pólos magnéticos fortes o suficiente para, em qualquer ponto do planeta, uma bússola "sentir" esse magnetismo e apontar para o norte. As alterações produzem mudanças bioquímicas e bioelétricas em nosso organismo, gerando desequilíbrios que, a terapia com magnetos pode ajudar a reequilibrar.
   O magnetismo pode ser benéfico para seres humanos, animais e plantas. Países como a Índia, Japão, Austrália, Rússia, China, França usam intensamente a magnetoterapia como forma auxiliar no tratamento de todas as doenças.
Generalidades
  Pesquisas feitas pela NASA mostram que determinados metais usados em mísseis e naves espaciais, que são submetidos ao magnetismo, se tornam extremamente resistentes ao calor. Água magnetizada usada para a mistura com cimento, faz com que o concreto se torne 15% mais duro que o feito com água normal. Plantas regadas com água magnetizada crescem mais rapidamente, dão mais frutos e raramente são acometidas de doenças ou pragas.Essa água diminui os depósitos de cálcio, cal, óxido, ferro de caldeiras, caixas d água, radiadores.
 Por causa dessas experiências, os russos no Hospital Militar de Leningrado começaram a dar água magnetizada aos pacientes que tinham pedras renais e vesiculares, e observaram que no período de 3 a 4 meses, as mesmas dissolviam-se.
Terapias e Tratamentos
 A terapia magnética pode ser feita de três maneiras diferentes: Aplicações unipolares, Aplicaçoes bipolares e Agua magnetizada.
1-APLICAÇOES UNIPOLARES - são as aplicações onde se usam um polo de cada vez, ou o polo NORTE ou o polo SUL. Polo Norte é usado para DORES, INFECÇÕES, SEDAÇÃO, VASOCONSTRIÇÃO. Funciona como bolsa de água fria.Traumas recentes, dores de cabeça, enxaquecas, doenças dos olhos:conjuntivite, miopia, glaucoma, catarata; doenças dos ouvidos:otites, dores reumatismos, artroses, bursite, dor nos joelhos, lombalgias, hematomas, contusões, entorses, úlceras ou ferimentos infectados. Acne, furúnculos, sinovites, tumores, má digestão, úlceras varicosas; doenças da próstata, cistos sinoviais do punho.
 Para essas doenças aplique o lado NORTE diretamente sobre a pele, várias vezes ao dia, pelo tempo de 15 a 20 minutos. Polo Sul - é usado para REGENERAÇÃO DOS TECIDOS, TONIFICAÇAO, CICATRIZAÇAO OU VASODILATAÇAO. Funciona como bolsa de água quente. É indicado em todos os casos acima indicados, para o polo Norte, APÓS cessar a fase aguda, isto é, quando melhorar as dores e a inflamação. Cicatrização das úlceras,ferimentos ou incisões cirúrgicas. NÃO usar o SUL para CÂNCER E INFECÇÕES.
 Em caso de dúvida, coloque primeiro o NORTE e observe os resultados durante um período de até 12 horas. Caso ocorrer piora ou então não houver reações, aplique o outro polo. 2-APLICAÇÕES BIPOLARES- são usados simultaneamente os dois pólos, para: afecções de grandes áreas do corpo, distúrbios metabólicos, equilíbrio bio-energético, emagrecimento, prevenção de doenças. Durante a sessão, a pessoa deve sentar-se com o lado direito do corpo para a direção Norte, ou se estiver deitada, com a cabeça para o Norte.
   A sessão pode durar de 5 a 30 minutos, de acordo com a sensibilidade individual, e a gravidade da doença. Convém iniciar com 5 minutos e aumentar diariamente mais cinco minutos, até atingir o total de 30 minutos. Coloque a palma da MÃO DIREITA sobre o POLO NORTE e a MÃO ESQUERDA sobre o POLO SUL para tratar afeccções da metade superior do corpo. Para afecções da metade inferior do corpo, use: PÉ DIREITO sobre o POLO NORTE e o PÉ ESQUERDO sobre o POLO SUL.
Água Magnetizada 
   É indicada para: manter o bio-equilíbrio geral, desintoxicações, tratamento de grandes áreas do corpo afetadas. Uso em planta e animais - preparo: Coloque uma garrafa de água sobre o POLO NORTE de uma de suas placas magnéticas, e uma outra garrafa sobre o POLO SUL, deixando as garrafas em cima das placas continuamente, para mantê-las magnetizadas. Após 30 minutos já estarão prontas para uso.
 Coloque meio copo de cada garrafa para fazer a junção do NORTE e SUL, bebendo-a em seguida. Faça isso pela manhã em jejum e ao deitar-se.
Conclusão
 O tratamento magnetoterapico, não dispensa o acompanhamento médico,mas ajuda nos tratamentos convencionais a abreviar as doenças e trazer o equilíbrio mais rapidamente. Nunca substitua a orientação médica quando tiver alguma dúvida. Países desenvolvidos já a usam e atestam seus excelentes resultados. Ao tratar-se usando essas terapias nunca espere resultados imediatos, pois elas respeitam o seu organismo, e doenças que demoraram semanas ou meses para se instalarem não vão melhorar de um dia para o outro.
Tenha sempre fé e persistência que alcançará seus objetivos.
Dr. Luciano Stancka e Silva, Médico