sexta-feira, 6 de setembro de 2013

"Fibras dos grãos integrais auxiliam na redução dos níveis de colesterol", explica nutricionista

http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2012/fevereiro/alimentos-integrais?tag=vida-e-saude#ixzz2e93ZeJ1q

alimentos.jpg

"Alimentos integrais auxiliam na manutenção do peso ideal e nas dietas de redução de peso, pois produzem maior efeito de saciedade, reduzindo a ingestão de alimentos", explica Lampert/ Foto:Daniel Alexandre | Photography
Os benefícios dos alimentos integrais são conhecido por quem busca manter a saúde e o corpo em dia. Segundo o nutricionista Carlos Lampert Filho, essa fama não é a toa. Capaz de manter todos os valores nutricionais, mesmo passando por processos de industrialização, a comida integral auxilia na redução do peso ao proporcional a sensação de saciedade, e é rica em fibras, que reduzem a absorção de calorias, gorduras e proteínas pelo corpo.
Em entrevista ao Portal Ecodesenvolvimento.org, Lampert destacou ainda outras vantagens dos integrais, como os altos teores de vitaminas, enzimas e minerais, especialmente se comparado com os refinados. “Além disso, eles são excelentes fontes de energia para o nosso corpo, mantendo um melhor controle sobre as taxas de glicose sanguínea”, afirmou.
nutricionista.jpg"Produtos ricos em fibras reduzem a absorção de calorias, gorduras e proteínas pelo corpo" - Carlos Lampert Filho. carlos.jpg
Benefícios em longo prazo
Lampert explica que diversos estudos têm mostrado que a inclusão de alimentos integrais na dieta diária pode, em longo prazo, ajuda a afastar as chances de se desenvolverem doenças como câncer, constipação, ansiedade, hipertensão, diabetes, obesidade e dislipidemias (aumento na taxa de lipídios no sangue), “ Pacientes adeptos de dietas mais integrais , na maioria das vezes, são mais magros.
O aproveitamento dos alimentos também se aprimora com o uso de uma dieta mais integral, fácil de digerir, assimilar e excretar pela biodisponibilidade de nutrientes.”
Veja abaixo alguns exemplos de alimentos integrais com suas respectivas características nutricionais listados por Carlos Lampert Filho:
mascavo.jpg
Açúcar Mascavo: É o açúcar de cana integral (que não passa pelo processo de refino e industrialização). Rico em cálcio,ferro, potássio, e diversas vitaminas que não são encontradas no açúcar refinado.
12.jpg
Arroz integral: O processo de refinação para a produção do arroz branco convencional remove essas estruturas do grão, restando apenas o endosperma, que contém basicamente amido. Por isso, recomenda-se o consumo de arroz integral, ao invés de arroz refinado. Rico nas vitaminas A, B, B2, B5, B6, E os minerais, cálcio,fósforo e ferro.
agar.jpg
Ágar-ágar: Pó branco extraído de algas, que quando colocado em água a absorve formando uma consistência gelatinosa. Além de substituir a gelatina comum ajuda a reduzir a fome e a regularizar o intestino.

aveiagrossa.jpg
Flocos de Aveia: ajuda na prevenção da anemia é hipoglicemiante, auxiliando
a regularização da taxa glicêmica, sendo especialmente recomendada aos diabéticos. é rica em vitamina B cálcio, fósforo, ferro, sódio, cloro, potássio, magnésio, manganês.
cevada.jpg
Cevada em grãos: Restaurador do equilíbrio nervoso, garante boa calcificação dos ossos. Rico em cálcio, potássio, fósforo, silício, vitamina B e carotenos.
feijao.jpg
Feijão Azuki: fonte de cálcio, fósforo, ferro, proteínas e vitaminas do complexo B.
 
sal.jpg
Sal Marinho: é o sal natural que não passa pelo processo de industrialização. Composto naturalmente
de elementos como bromo, magnésio, cálcio, iodo natural e orgânico.
 
O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2012/fevereiro/alimentos-integrais?tag=vida-e-saude#ixzz2e93ZeJ1q
Condições de uso do conteúdo
Under Creative Commons License:
Attribution Non-Commercial No Derivatives

Nenhum comentário: