terça-feira, 30 de abril de 2013

Brasil terá indicador de bem-estar e felicidade

http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=brasil-tera-indicador-bem-estar-felicidade&id=8771&nl=nlds
Já entrou no ar o site que coletará dados para o Índice de Bem-Estar Brasil, um indicador inédito no país que vai mensurar o nível de bem-estar dos brasileiros a partir das necessidades e anseios da população.
As discussões sobre a felicidade ganharam relevância mundial a partir da Rio+20, quando se propôs a criação de um índice de felicidade como alternativa ao PIB.
Este é o objetivo do novo projeto, que pretende complementar os indicadores que estimam o crescimento econômico e o desenvolvimento nacional.
O trabalho é resultado de uma parceria entre a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP), o Movimento Mais Feliz e a rede social MyFunCity.
O objetivo é permitir que os cidadãos avaliem a qualidade das cidades a partir de 12 indicadores relacionados ao trânsito, segurança, meio ambiente, bem-estar, saúde e educação.
FIB - Felicidade Interna Bruta
O Índice de Bem-Estar Brasil (WBB) será desenvolvido com base em dados fornecidos pelos cidadãos sobre temas como clima e atividades ao ar livre, transporte e mobilidade, família, redes de relacionamento, profissão e dinheiro, educação, governo, saúde, segurança e consumo.
A construção do indicador se dará mediante ação conjunta entre academia, empresa e movimentos sociais. Seu objetivo é possibilitar o entendimento do que é considerado importante e essencial pela população e quais as demandas do país.
O processo para elaboração do índice é composto por três fases.
A primeira é a coleta de dados para chegar à primeira proposta do que é essencial para cidadãos de todas as classes sociais e regiões do país. A partir daí, serão realizadas audiências públicas em dez cidades brasileiras com a presença de gestores públicos e sociedade civil para apresentar dados coletados, compartilhar sugestões e críticas que possibilitem qualquer ajuste necessário no processo. A última fase será a apresentação do primeiro indicador, prevista para dezembro deste ano.
A partir da adoção do WBB, espera-se, ao refletir o grau de bem-estar da população, construir políticas públicas e ainda oferecer condições de prospecção de oportunidades de negócios orientados à promoção do bem-estar.
O questionário completo que vai reunir as informações sobre o bem-estar e a felicidade dos brasileiros está disponível no site http://www.wbbindex.org, com versões em português e inglês.

Sementes de Sucupira para artrite reumatoide e dor

Pesquisadores da Unicamp identificaram substâncias na semente da sucupira capazes de inibir o desenvolvimento de células cancerígenas.

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) identificaram uma substância na planta conhecida como sucupira (Pterodon pubescens Benth) capaz de inibir o crescimento de células de câncer de próstata em estudos in vitro.
Os testes são coordenados pela pesquisadora Mary Ann Foglio, do programa de pós-graduação do Departamento de Farmacologia, visando o estudo dos compostos isolados em modelos experimentais utilizando o combate às células cancerígenas em camundongos.
Segundo ela, o nome da molécula de interesse, extraída do óleo da semente de sucupira, é 6alfa-acetóxi-7beta-hidroxi-vouacapano. A sucupira é uma planta do Cerrado tradicionalmente conhecida pelos seus efeitos antiinflamatórios e de combate à dor.
Os pesquisadores da Unicamp se basearam em dados de literatura que relacionam a atividade antiinflamatória com o controle do crescimento de alguns tipos de tumores. Além disso, dois estudos de mestrado realizados no CPQBA já haviam comprovado efeitos antiinflamatórios e analgésicos dos extratos da sucupira.
Existem várias espécies de sucupira e cada uma tem suas funções medicinais diferentes, convém pesquisarmos para termos um aproveitamento melhor das suas propriedades.
Bowdichia virgillioides, (Sucupira Preta).
Uma breve descrição dessa planta: É uma planta da família das Fabaceae. Também conhecida como bowdiquia, cutiúba, sapupira-do-campo, sicupira, sicupira-do-cerrado, sucupira-açu, sucupira-do-campo, sucupira-parda, sucupiruçu.

Origem:
Ela tem origem no cerrado brasilieiro. Seus Princípios Ativos são: 2-6-dimethoxybenzoquinona, amido, matéria amarga, óleos essenciais, resinas, sucupirina, taninos.
Suas Propriedades medicinais:

Adstringente, antidiabética, anti-reumática, depurativa, hipoglicêmica, tônica.
Indicações:

Ácido úrico, amidalite, artrite, asma, blenorragia, dermatoses, dor espasmódica, diabete, eczema, erupções cutâneas, infecções bucais, mancha da pele, reumatismo (crônico, gotoso, deformante), rouquidão, sífilis.
Contra-indicações/cuidados:

Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.
Outras espécies de sucupira:
Pterodon pubescens Benth (Sucupira Branca).

Suas sementes maceradas podem ser usadas no vinho ou em chás.
O chá de Sucupira é usado como auxiliar no combate a úlceras, gastrites, ácido úrico, amidalite, artrite, artrose, asma, diabete, vermes intestinais, além disso, é anticancerígeno e combate as inflamações no útero e ovário, é excelente para as articulações.
Sucupira essa que está sendo produto de estudos na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e cuja reportagem foi veiculada no programa do Jô Soares com o ator Juca de Oliveira.
Para ver a entrevista do Juca de Oliveira no Jô Soares acesse o link do yotube. http://www.youtube.com/watch?v=Dch-Qkf6Ggg
Juca de Oliveira nessa entrevista falou sobre a sua experiência como ator e contou o relato sobre os efeitos milagrosos do chá de semente de sucupira usados por ele contra a artrite.
Ocorre que nesse programa do Jô, o Juca de Oliveira deu a receita do famoso chá da semente de sucupira e eu resolvi experimentá-lo.
Tenho problemas reumáticos (Artrite Reumatóide) há uns 15 anos e como não sou muito adepto de medicamentos alopáticos, pois eles fazem mais mal do que bem (não tenho nada contra os que são), resolvi fazer mais essa tentativa.
Uma vez que sempre ouvi falar sobre os benefícios da semente de Sucupira, contudo eu fazia de forma incorreta no vinho onde colocava umas 20 sementes e deixava curtir. Depois de uns 30 dias o tomava de manhã e a noite, logo em seguida parava pois o sabor ficava muito forte.
Após assistir a reportagem comecei a usar o chá, também fiz um gel com o macerado das sementes para massagear as articulações e como por milagre, as dores desapareceram quase que totalmente, em uma semana de uso do chá e do gel.
Espero que essa minha experiência possa ajudar algumas pessoas, pois eu sei muito bem o que é você dormir e acordar sentindo dores nas articulações do corpo.
Posto aqui a receita dada pelo Juca de Oliveira.

4 Sementes para um litro de água

Levar ao fogo 1 litros de água; quando levantar fervura acrescentar as sementes quebradas (maceradas).
Deixar ferver por mais 1 minuto e meio e desligar o fogo. Tampar a panela e esperar esfriar.
Beber cerca de 1 litro e meio por dia (eu bebo 1 litro).
A panela em que é feito o chá fica com uma resina grudada nas bordas que é impossível de remover, assim ele disse mas acho que é possível sair sim.
Por isso uma panela especial deve ser usada para esse fim, eu uso um copo de um tamanho grande esmaltado onde não fixa a resina.