segunda-feira, 27 de maio de 2013

A Importância da Respiração

 Paula Soveral
A maior parte do tempo respiramos mal e de forma insuficiente. Isso é a causa de muitas das nossas doenças. Está provado que tornar a respiração mais lenta e profunda tem um profundo efeito no bater do coração e, portanto, nas atitudes mentais e na capacidade de relaxar. Respirar correctamente melhora a elasticidade dos pulmões e mantém um bom equilíbrio entre oxigénio/dióxido de carbono no corpo físico. Respirar correctamente é respirar sem medo; é encher lenta e progressivamente os pulmões, toda a caixa torácica, parar, expirar igualmente sem pressa e voltar a fazer uma ligeira paragem antes de voltar a inspirar.
A prática da respiração controlada ou Pranayama ("prana" = força vital / "yama" = regulação), através de vários exercícios, utiliza e dirige a energia da respiração para ajudar a curar, revitalizar e acalmar, e aumentar o domínio sobre a mente. A cultura oriental afirma que uma correcta respiração, para além de promover a saúde, promove também o poder mental, a felicidade, o autodomínio e o desenvolvimento espiritual. Há quem afirme que se uma geração inteira respirasse correctamente regeneraria a Raça e a doença tornar-se-ía raríssima.
De entre as inúmeras consequências de uma respiração deficiente podemos salientar todos os problemas do foro respiratório (gripes, constipações, etc.), doenças pulmonares (bronquite, pneumonia, pleurisia, tuberculose pulmonar, etc.), tensão arterial elevada, ansiedade, auto-intoxicação, prisão de ventre, hérnias.
Respirar é Viver. Não há Vida sem respiração: todos os seres vivos, animais e vegetais, devem a sua existência ao Ar. A Vida depende em absoluto da maneira de respirar. Todos sabemos que podemos estar alguns dias sem comer e sem beber, mas apenas alguns segundos sem respirar.
Vamos preparar-nos para o Outono e Inverno começando, desde já, inserindo um novo hábito na nossa rotina diária, de manhã cedo e antes de adormecer: várias respirações completas e profundas, revitalizando todo o nosso ser de energia vital (Prana). Se possível junto de árvores ou plantas, melhor! E sempre que puder fazer uma pequena paragem ao longo do seu dia, pare e respire lenta e tranquilamente. Vai poder sentir, quase de imediato, os imensos benefícios de uma respiração correcta.
O ser humano, tal como tudo, respira ao ritmo do Cosmos... A Vida é Respiração, Respiração é Vida.

Emagreça acelerando seu metabolismo

Acelere seu metabolismo e queime gorduras 24hs por dia!
Muitas pessoas comentam que tem um metabolismo muito lento e com isso não conseguem emagrecer. Elas vivem fazendo essa ou aquela dieta da moda, ainda que não saibam como o metabolismo humano funciona.
Mas o que a maioria das pessoas desconhece é que podemos acelerar o nosso metabolismo, o que é essencial para perdermos a gordura acumulada. Antes de entendermos as maneiras de acelerar esse metabolismo, vamos ver alguns princípios básicos.
O que é Metabolismo?
Existem muitas abordagens científicas para explicar isso. Porém a melhor abordagem é aquela acessível ao maior número de pessoas possível, que podem entender essa definição a partir de uma linguagem clara e objetiva: metabolismo é a taxa com que o seu corpo queima calorias para se manter vivo.
É isso mesmo... o seu corpo queima calorias 24hs por dia, todos os dias, não importando se você malha ou não. Lembre-se que o seu corpo precisa de energia o tempo todo, mesmo quando você está dormindo e é por isso que deixar de fazer refeições é com certeza a pior coisa que você pode fazer se o seu objetivo é perder peso através da queima de gorduras.
O que afeta o metabolismo?
O que você acha que tem o maior impacto no seu metabolismo? Níveis de atividade física? Sua tireóide? Sua idade? NADA DISSO!! Os níveis de atividade física, a função da tireóide e a idade afetam realmente o seu metabolismo, mas não tanto assim.
Aqui está a resposta: O que mais afeta o metabolismo é o tecido muscular! Quanto mais músculos você tiver, mais calorias você vai queimar, independente do do seu nível de atividade, da sua idade, etc. Os músculos são tecido vivo e estão lá para trabalhar para você, queimando calorias 24hs por dia - TODOS OS DIAS!!
Aqui estão 8 fatores que afetam o metabolismo, em ordem de importância:
(1) Tecido muscular (você já sabe porque ele é o no. 1 da lista)
(2) Frequência das refeições (quanto mais tempo você dá entre as refeições, mais o seu metabolismo diminui para conservar energia)
(3) Nível de atividade (é importante, mas não faz nenhuma diferença se você não compatibiliza a sua alimentação com o seu gasto calórico)
(4) Escolha dos alimentos (por ex. dietas baixas demais em gordura tendem a resultar em baixa produção hormonal o que leva à diminuição do metabolismo.)
(5) Hidratação (mais de 70% das funções do corpo acontecem na presença de água. A falta de água faz com que o seu metabolismo pise no freio)
(6) Genética (algumas pessoas têm um metabolismo naturalmente mais alto do que outras. Você não pode mudar a genética, mas pode acelerar o seu metabolismo)
(7) Produção e função dos hormônios (é muito pouco provável que você tenha uma tireóide "preguiçosa". Antes de culpá-la, primeiro estabilize o nível de açúcar no sangue (taxa de glicose) e comece progressivamente a praticar exercícios 2-3 vezes por semana)
(8) Estresse (o estresse também pode diminuir o seu metabolismo por colocar o seu organismo em estado de tensão. Além disso, muitas pessoas tendem a comer mais quando estão estressadas)
Porque o metabolismo diminui?
Quantas vezes você ouviu alguém dizer "assim que você chegar aos 30 o seu metabolismo vai diminuir"? Talvez você até mesmo já tenha dito isso. Esse é um bom exemplo de idéias que por serem muito repetidas, acabam sendo encaradas como uma verdade absoluta. MAS NÃO É!!
Pesquisas indicam que o metabolismo não diminui significativamente de acordo com a idade e sim de acordo com a falta de músculos. E você não perde músculos de uma hora para outra só por ficar mais velho, e sim por causa da falta de uma atividade física que cause um estresse positivo nos músculos fazendo com que eles se mantenham ou se desenvolvam.
Essas são as 2 maiores causas que fazem com que o seu metabolismo diminua:
1. Perda de tecido muscular
2. Diminuição do nível de atividade à medida que se fica mais velho
Você pode perder tecido muscular devido à falta de atividade física específica para esse fim (musculação) ou por não fazer uma alimentação adequada e disciplinada. Quando você pula refeições ficando muito tempo sem comer, o seu corpo vai obter a energia que precisa consumindo o seu próprio tecido muscular (catabolismo).
Logo:
MENOS MÚSCULOS >> METABOLISMO MAIS LENTO >> MAIOR ACÚMULO DE GORDURA
Da mesma forma não pense que ficar comendo folhas o dia todo para emagrecer é eficaz. No início da sua "dieta das folhas" o seu organismo vai normalmente estar com um metabolismo mais alto.
Isso vai ser ótimo porque você vai perder peso durante os primeiros dias e pensar que está no caminho certo. Só que com o passar do tempo o seu metabolismo vai diminuindo, e essa dieta passa a não surtir mais efeito.
Você fica cansado de comer folhas e volta a comer normalmente o que comia antes. O que vai acontecer? BINGO!! Você vai voltar a engordar tudo de novo, e viver nesse estica e encolhe constante. Isso vale para qualquer dieta, seja ela dos sucos, do abacaxi, da melancia, e de qualquer outra dessas "dietas da moda".
Agora que você sabe do problema, vamos falar da solução. Aumentar o seu metabolismo e se livrar do excesso de gordura é mais fácil do que parece! Não dê ouvidos aos pessimistas que sempre colocam a perda de gordura como uma coisa difícil e inacessível. QUEBRE ESSE PARADIGMA!!
Passo 1 - Pare de acumular gorduras novas
Não faz sentido iniciar um programa de exercícios sem que você primeiro passe por uma mudança nos seus hábitos alimentares e pare de ficar acumulando gorduras novas no final do dia.
Você não engorda devido à falta de exercícios. Você engorda porque abastece o seu corpo com mais calorias do que ele precisa num determinado momento. Então a solução deve partir dos seus hábitos alimentares!
Não quero aqui dizer que você tem que fazer uma dieta super rígida. É possível comer o que gosta SE você puder dar ao seu corpo somente a quantidade que ele precisa, e nada extra. É exatamente esse extra que vai fazer o seu corpo acumular gordura.
Então não pense em tentar queimar qualquer gordura antes que você primeiro pare de acumular novas gorduras! Como vimos você consegue isso ajustando a sua alimentação ao seu nível de atividade. Isso significa pequenas e balanceadas refeições a cada 2-3 horas e a quantidade de calorias em cada refeição vai depender do seu nível de atividade.
Passo 2 - Ataque a gordura existente
Isso requer uma combinação de fatores que consiste em:
  1. Estabilização dos seus níveis de glicose no sangue
  2. Prática gradual de exercícios aeróbicos e exercícios de força (anaeróbicos).
Sobre como estabilizar os níveis de glicose nós vamos abordar mais a fundo nas nossas próximas newsletters, quando vamos falar sobre o papel dos carboidratos na nossa alimentação. Agora o que você precisa saber é que existem carboidratos que devem ser consumidos sempre, e outros que só devem ser consumidos de forma restrita.
Os que devem ser consumidos sempre são aqueles de baixo índice glicêmico (mantém estáveis os níveis de insulina, evitando o sobe e desce da glicose no sangue e afastando a fome por mais tempo). Esses são exemplos de alimentos que devem ser consumidos sempre, pois são ricos em fibras e levam mais tempo para serem digeridos, acelerando assim o metabolismo: grãos integrais, legumes, frutas e verduras.
Evite consumir com frequência alimentos de alto valor glicêmico, tais como arroz branco, doce, açúcar, biscoito e bolo. No processo de refino, as fibras são retiradas e dão lugar ao açúcar e aditivos, que retardam o metabolismo. Esses alimentos são digeridos rapidamente. Essa rapidez engana o cérebro, que sinaliza com mais fome em pouquíssimo tempo.
Com relação aos exercícios, é muito importante a prática tanto de exercício aeróbicos como exercícios anaeróbicos (musculação) pelos motivos que já colocamos aqui. A musculação é fundamental para manter e desenvolver a musculatura, que é o mais importante para quem quer acelerar o metabolismo e promover a perda de gordura.
Os exercícios aeróbicos são importantes também por gastarem calorias. Lembre-se que 30 minutos de corrida na esteira consomem aproximadamente 300 calorias. No final das contas isso é muito importante no resultado do seu balanço calórico diário.
Com a suplementação conseguimos uma boa ajuda para acelerar esse metabolismo e promover a perda de gordura.