sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

9 FORMAS DE FAZER CHURRASCOS SEM RISCO DE CANCRO

http://medicina-tradicional-chinesa.com/2012/07/24/9-formas-de-fazer-churrascos-sem-risco-de-cancro/

Churrasco mais saudavel

Há uma relação entre churrasco e risco de cancro. Basicamente, quando alimentos como carne ou gorduras são aquecidas a altas temperaturas ou entram em contacto com chama, são criados componentes cancerígenos. Estes componentes, reconhecidamente cancerígenos são as aminas heterocíclicas (AH) e os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos(HAP), mas não precisa de se lembrar dos nomes, desde que reduza o risco de exposição.


Veja 9 formas de reduzir o risco de cancro nos seus churrascos de verão:

  1. Seleccione alimentos com pouca gordura como legumes ou partes magras de carne de vaca, frango ou peixe. As aminas heterocíclicas e os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos formam-se assim que a gordura atinge altas temperaturas ou caem nas brasas e fazem fumo. Optar por grelhar alimentos mais magros, reduz o risco de criar estes componentes.
  2. Retire o excesso de gordura da carne antes de grelhar.
  3. Vigie o churrasco. Para obter grelhados mais saudáveis, reduza a probabilidade de fazer chama e fumo intenso.
  4. Evite grelhar demais. Evite também, claro está, comer as partes demasiado grelhadas.
  5. Ponha a carne a marinar em azeite e sumo de limão. Estudos revelam que estes ingredientes reduzem em mais de 99% a formação de componentes cancerígenos. Além disso, tornam mais tenra a carne, dão sabor e evitam que fique seca enquanto grelha.
  6. Use ervas frescas. Está demonstrado cientificamente que ervas frescas como manjericão, hortelã, rosmaninho, tomilho e coentros usadas em marinadas antes e durante a grelha, reduzem a formação de aminas heterocíclicas. Felizmente estas ervas adicionam um sabor fantástico, pelo que a maior parte das pessoas nem se apercebe que está a ser preparado um churrasco saudável
  7. Adicione bastantes vegetais. Espetadas é uma boa forma de o fazer. Alternando carne magra com vegetais, estes não só dão sabor à carne, como também acrescentam fibras e nutrientes ao mesmo tempo que evitam que a carne seque.
  8. Evite grelhar demais os vegetais. Os antioxidantes naturais ajudam a destruir os radicais livres que podem ser causados pelo barbecue. Quanto mais tempo grelha, mais desaparecem as vitaminas C e B. Não grelhe demais.
  9. Verifique se o grelhador está limpo, antes de cada churrasco. Não só são mais apetitosos os alimentos de um grelhador limpo, como também reduz a probabilidade de comer comida carbonizada.

Estudantes de Medicina dos EUA vão a Cuba para reforçar currículo

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/02/estudantes-de-medicina-dos-eua-vao-a-cuba-para-reforcar-curriculo.html


Cuba medicina EUA médicos

Estudantes de medicina da Universidade Estadual de Michigan (MSU), no norte dos Estados Unidos, poderão fazer parte de seu programa acadêmico em hospitais de Cuba a partir de abril de 2016, afirmou o centro de ensino superior.
“Após a restauração das relações diplomáticas (…) a Universidade de Michigan [MSU] é a primeira a solidificar um acordo com as autoridades cubanas para desenvolver um novo curso para os nossos alunos, que conta para seu currículo acadêmico”, anunciou em seu site oficial.
A intenção do programa é que os estudantes americanos “estejam expostos a um sistema de saúde que tem sido líder na identificação dos fatores sociais sobre as doenças e na prevenção quando se trata de saúde pública”, afirmou a Universidade de Michigan (MSU).
Assim, os alunos “vão aprender sobre medicina comunitária”, obstetrícia, ginecologia, pediatria e cuidados geriátricos, explicou.
Em Cuba, os estudantes poderão juntar-se ao Hospital Calixto Garcia, ao hospital do centro de Havana (especializado em pediatria) ou ao hospital Ramón González Coro (dedicado à obstetrícia e ginecologia).
William Cunningham, da faculdade de medicina da MSU, disse que “é a primeira vez que os estudantes de medicina dos Estados Unidos poderão atuar nos corredores de três grandes hospitais de Havana e fazer cumprir crédito acadêmico pela experiência”.
O sistema médico cubano, lembrou Cunningham, é focado na atenção primária e na saúde pública.
A seleção do primeiro grupo de estudantes terá lugar nas duas primeiras semanas de abril e será reservada aos alunos do quarto ano de medicina convencional ou osteopatia.
De acordo com a MSU, dezenas de alunos já fizeram a inscrição.